O que é Bitcoin?

O que é bitcoin e como essa moeda funciona?

Artigos em Geral

Uma tecnologia que desperta curiosidade são as moedas virtuais, que já podem ser encontradas no mercado há alguns anos. Porém, muita gente ainda se pergunta o que é bitcoin, a primeira moeda virtual, que começou a ser divulgada em 2008.

Nos últimos anos, o termo bitcoin se tornou popular e virou notícia em todo o mundo por diversos motivos: sua valorização ou desvalorização rápida, histórias de pessoas que ficaram milionárias com bitcoin e os casos de quem perdeu tudo. Mas, afinal, o que é bitcoin? Como funciona essa famosa moeda virtual?

O que é Bitcoin?

bitcoin foi a primeira moeda virtual do mundo. Ou seja, ela não existe em papel nem em nenhum lugar além de sistemas digitais. Além disso, é uma moeda descentralizada, o que significa que não existem bancos ou governos que atuam como intermediários.

Também é a primeira moeda descentralizada do mundo. Isso significa que, além de não ser regulado por governos, bancos ou empresas, é possível comprar, enviar e receber bitcoins sem nenhum intermediário, como bancos ou emissores de cartão de crédito.

O valor do bitcoin varia pela sua oferta e demanda no mercado, como um ativo. As transações são registradas publicamente em um sistema de registros codificados chamado blockchain (cadeia de blocos), espécie de livro-caixa que não revela o nome dos interlocutores e garante mais segurança e privacidade ao processo.

Como adquirir bitcoins?

Para conseguir bitcoins de outras formas além da mineração, pode-se comprá-las por exchanges, corretoras de criptoativos que facilitam as trocas com maior segurança; ou diretamente de vendedores, no sistema “peer to peer” ou “par-a-par”, também disponível em plataformas destinadas à comunicação da compra. Atualmente, adquirir bitcoins pelas exchanges é a forma mais usual e a que dá maior confiança aos usuários.

Muitas pessoas que utilizam o bitcoin como uma forma de especulação, comprando moedas quando elas estão desvalorizadas e baratas para depois revendê-las quando elas valorizarem em relação às moedas oficiais. Há relatos de pessoas que se tornaram rapidamente ricas com esse tipo de especulação, que, no entanto, é um processo bastante arriscado.

Benefícios e riscos

As moedas digitais são boas alternativas para o usuário que não quer ficar refém das determinações do governo sobre as moedas nacionais. Como não há banco, você faz a custódia do seu dinheiro e paga menores taxas para realizar transações de forma anônima, com privacidade.

Sobre os riscos, existem movimentos de governos, como o da China, para tentar proibir, regulamentar e tributar o sistema de criptomoedas, ou até criar sistemas digitais para o próprio país. Também há a dependência das oscilações de valores de acordo com o mercado, então a compra e venda de bitcoins deve ser estudada e realizada por plataformas confiáveis.

Quer aprender mais sobre Bitcoin e Criptomoedas?

Se você não tem conhecimento e deseja saber mais sobre Bitcoin e Criptomoedas, listamos alguns cursos que pode te ajudar. Basta clicar aqui.